A Semana de Arte Moderna foi um divisor de águas para a cultura brasileira

operários de tarsila do amaral

As primeiras manifestações modernistas no Brasil surgiram em São Paulo na década de 1910. Somente a partir de 1922 o movimento ganhou visibilidade fora da capital paulista, alcançando outras regiões do Brasil.

A Semana de Arte Moderna foi um evento que deu visibilidade ao modernismo, uma das escolas literárias mais importantes da literatura brasileira.

O evento foi realizado no Teatro Municipal de São Paulo, e teve a participação de diversos artistas do Rio de Janeiro e São Paulo.

Considerado por muitos estudiosos da literatura como um divisor de águas na cultura de nosso país, a Semana de Arte Moderna provocou profundas transformações nas artes do Brasil.

A partir daquele momento, se iniciava uma busca pela construção de uma identidade nacional genuína, distante dos moldes europeus que não representavam os brasileiros.

Houve portanto um “abrasileiramento” nas artes plásticas, na música e na literatura.

Desdobramentos da Semana de Arte Moderna

Como toda inovação, o modernismo não foi bem recebido pela crítica. Por isso, a Semana de Arte Moderna não teve grande repercussão na época.

Naquele tempo se respaldava o parnasianismo, escola literária que pregava o retorno aos ideais clássicos.

Entretanto, aos poucos, o evento foi ganhando uma enorme importância histórica, uma vez que reuniu várias tendências de renovação.

Embora não houvesse um projeto artístico em comum que as unisse, o principal objetivo era combater a arte tradicional.

Em uma conferência realizada em 1942 por ocasião dos vinte anos da Semana de Arte Moderna de 1922, Mário de Andrade disse:

“O Modernismo, no Brasil, foi uma ruptura, foi um abandono de princípios e de técnicas consequentes, foi uma revolta contra o que era a inteligência nacional.”

Os reflexos da Semana de Arte Moderna foram sentidos nos anos 1920, romperam a década de 1930 e influenciaram a literatura produzida no Brasil durante o século XX.

Não é exagero afirmar que toda a produção artística do Brasil, seja na literatura ou nas artes plásticas, está indelevelmente relacionado com o Modernismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.